Controle Social e Cabedelo

 

Na semana passada recebi um convite do pres. da Acica – Ernesto Filho, para participar da reunião de preparação da CONSOCIAL Cabedelo, que está sendo organizada pelo Instituto Soma Brasil. Fiquei feliz, pois tenho um PROBEX na UFPB sobre o tema e por Cabedelo ser é um lugar que gosto muito. Quando eu e minha mãe voltamos do Rio de Janeiro, eu com 7 (sete) meses, ela nos acolheu. Lá cresci e fiquei até 1994, tive lá muitas alegrias. Como não lembrar o Colégio Sagrado Coração de Jesus com Tia Celula, Silvanete e Elenita, ou das reuniões de perseverança com Tia Beta, das missas com Pe. Alfredo na casa paroquial ou com Pe. Noberto lá na matriz. São tantas lembranças. Por isso me sinto na obrigação de ajudar nesta CONSOCIAL e lá estarei nos dias 10 e 11 de Fevereiro de 2012, como facilitador externo e auxiliando no debate.

Falar de controle social é algo bem complexo, pois a noção de cidadania que temos e o desenvolvimento de nossa sociedade são bem recentes. Sabe-se que tais lutas foram de cunho social, por muitos anos o brasileiro lutou para ter de volta o direito ao sufrágio universal, movimentos como “Diretas Já” marcaram época. Hoje o conceito de Controle Social, baseia-se na participação da sociedade nas decisões do setor público, na proposição de políticas públicas e na fiscalização dos atos e recursos. Para que estas ações sejam efetivas é necessário que a sociedade se desenvolva e participe, resgatando o domínio sobre o que é seu, por direito.

A CONSOCIAL Cabedelo se estruturará sobre alguns eixos, os quais elenco a seguir: I - Promoção da transparência pública e acesso à informação e dados públicos; II - Mecanismos de controle social, engajamento e capacitação da sociedade para o controle da gestão pública; III - A atuação dos conselhos de políticas públicas como instâncias de controle; e IV - Diretrizes para a prevenção e combate à corrupção. Essas discussões servirão de base e nela teremos a eleição dos delegados para a etapa estadual que será em março e desta etapa serão indicadas questões e delegados para etapa nacional em Maio de 2012 em Brasília.

Diante de tantas questões e da necessidade evolução e desenvolvimento social, conclamo a todos a buscarem discutir esta participação como forma de fiscalização e principalmente de primazia da participação da sociedade e suas demandas nas decisões públicas.

Última atualização (Ter, 07 de Fevereiro de 2012 11:17)

 

Add comment


Security code
Refresh